blogspot. com

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Universidade Ufo Brasileira , Sedimentos encontrados em Marte podem ser prova de vida , Astronomia ,
Sedimentos encontrados em Marte podem ser prova de vida 4 5 1

Sedimentos encontrados em Marte podem ser prova de vida

 Foto: AP

As imagens reveladas por cientistas demonstram a presença de sedimentos que, na Terra, são formados por micróbios


Cientistas da Universidade de Old Dominion, na Virgínia, encontraram estruturas sedimentares que podem provar a existência de que tenha existido vida em Marte. As imagens reveladas pelo grupo demonstram a presença de sedimentos que, na Terra, são formados por micróbios. As informações são do Daily Mail.

Imagens comparam presença de sedimentos em Marte e na Terra Foto: Daily Mail / Reprodução
Comparação do sendimentos da Terra com o encontrado em Marte.


   Apesar de a descoberta trazer evidências de vida no planeta (em algum momento anterior), as imagens ainda não são capazes de provar tal teoria. Isso porque as estruturas podem não ter sido moldadas por processos biológicos conforme acontece na Terra. Para essa confirmação exigiria uma amostra de rocha para análise microscópica.

   Os sedimentos foram encontrados na área chamada “Lago Gillespie”, em Marte.

   A geobiologista Nora Noffke, da Universidade Old Dominion, em Virgínia, estudou as estruturas microbianas por 20 anos. Segundo ela, em nosso planeta, estão presentes em águas rasas e rochas antigas. “Tudo o que eu posso dizer é que esta é minha hipótese e esta é a evidência que tenho. E eu realmente acho que é uma grande evidência”, disse.

   A presença de gás metano, encontrado no planeta vermelho anteriormente, também levantou provas possíveis da presença de vida no local. “De acordo com os últimos estudos, o gás metano e sedimentos orgânicos em Marte, a descoberta [de Noffke] acrescenta evidências para o quebra-cabeça do histórico de vida do nosso planeta vizinho”, explica Penélope Boston, uma geomicrobiologista do Instituto de Mineração e Tecnologia do Novo México.



Fonte: Terra
Reações:
Comentários
0 Comentários

0 comentários: