blogspot. com

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Universidade Ufo Brasileira , Anote na agenda as chuvas de meteoros e os eclipses de 2015 , Astronomia ,
Anote na agenda as chuvas de meteoros e os eclipses de 2015 4 5 1

Anote na agenda as chuvas de meteoros e os eclipses de 2015

Anote na agenda as chuvas de meteoros e os eclipses de 2015

   O ano de 2015 já chegou e com ele várias chuvas de meteoros e elipses. Portanto, anote as datas abaixo e fique de olho no céu para acompanhar os próximos espetáculos cósmicos. As chuvas de meteoros são fenômenos anuais, que acontecem em épocas bem definidas do nosso calendário. As mais famosas e belas são as Leônidas e as Perseidas, mas algumas que não são tão populares podem provocar surpresas por sua beleza. Contudo, há uma dica que vale para todas as chuvas de meteoros: as melhores ocorrem no céu sem Lua e podem ser melhor visualizadas longe das luzes da cidade.

JANEIRO

   Entre os dias 3 e 4 está prevista a chuva de meteoros Quadrantids. Neste ano, ela ocorrerá com a lua quase cheia, o que poderá dificultar sua visualização. Os meteoros irradiam da constelação de Boötes.

MARÇO

   No dia 20 de março ocorre o eclipse solar total. Este fenômeno será visível somente na Europa.

ABRIL

   Lirídeas: ocorre no final de abril e você pode observar essa chuva de meteoros a partir da constelação de Lira. Seu auge está previsto para 21 e 22 de abril, embora alguns meteoros sejam visíveis a partir do dia 16 de abril.

MAIO

   Eta Aquarídeas: o fenômeno ocorre na primeira semana de maio e pode proporcionar uma boa quantidade de meteoros por hora. Sua radiante é na constelação de Aquário. Para 2015, o pico desta chuva deverá ocorrer entre 5 e 6 de maio. O problema é que na época a Lua estará cheia, o que deverá ofuscar o espetáculo dos meteoros.

JULHO

   Delta Aquarídeas: sua ocorrência é no final de julho - seu auge deve ocorrer entre os dias 28 e 29, mas alguns meteoros poderão ser vistos a partir de 18 de julho e até 18 de agosto. Também ocorre na constelação de Aquário. Infelizmente, na época do pico da chuva, a lua estará cheia e sua luminosidade irá atrapalhar o visualização do espetáculo.

AGOSTO

   Uma das chuvas mais esperadas no ano, a Perseidas, ocorre a partir da constelação de Perseu. O pico deve ser em 13 e 14 de de agosto, mas você poderá ver alguns meteoros entre o período de 23 julho e 22 agosto. Uma lua crescente vai compartilhar o céu este ano, mas não deve causar problemas para o quem estiver aguardando por este show.

SETEMBRO

   No dia 13 de setembro ocorre um eclipse parcial do Sol que só será visível no sul da África, Madagascar e na Antártida.

   O mês de setembro também reserva, no dia 28 de setembro, um eclipse total da Lua, que poderá ser acompanhado em quase toda a América do Norte e do Sul, Europa, África e Ásia ocidental.

OUTUBRO

   Orionídeas: ocorre no final do mês e sua origem está na constelação de Órion. Esta chuva de meteoros terá seu auge no dia 21, mas ela é bastante irregular. Um bom espetáculo pode ser experimentado nas manhãs entre os dias 20 e 24. Uma melhor visualização poderá ser obtida a partir do leste, após a meia-noite.

NOVEMBRO

   Leonídeas: seu ponto alto é em meados de novembro e, como o nome sugere, seu radiante é na constelação de Leão. O pico desta chuva deve ocorrer entre 17 e 18 de novembro, mas alguns meteoros serão visíveis entre os dias 13 e 20.

DEZEMBRO

   Geminídeas: com origem na constelação de Gêmeos, pode ter uma alta taxa de meteoros, com até 60 por hora. O auge da chuva geralmente acontece entre os dias 13 e 14. Com uma lua fina e crescente, o céu deverá estar escuro o suficiente para garantir um belo show para quem estiver de olho no céu.


Fonte: Explorador dos Céus
Reações:
Comentários
0 Comentários

0 comentários: