blogspot. com

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Universidade Ufo Brasileira , UFO desativou veículos militares em base norte-americana , Casos Mundiais ,
UFO desativou veículos militares em base norte-americana 4 5 1

UFO desativou veículos militares em base norte-americana

avião e ufo 
Caso ocorreu em 1961 em uma base da Força Aérea Norte-Americana no Marrocos

  Robert Hastings, maior especialista do mundo em casos envolvendo UFOs, militares e locais de produção de energia ou bases de armas nucleares, revelou mais um caso que chegou a seu conhecimento. O pesquisador já entrevistou cerca de 150 veteranos das forças armadas norte-americanas que tiveram experiências envolvendo objetos voadores não identificados.

  O ex-policial da Força Aérea Norte-Americana (USAF) Regenold “Reggie” Brown procurou Hastings após ler o depoimento de outro oficial, Larry W. Rogers no site do pesquisador. Os dois serviram na Base Aérea de Ben Guerir, no Marrocos, no início dos anos 60. Na ocasião a instalação abrigava bombardeiros Boeing B-47 Stratojet e Boeing B-52 Stratofortress, capazes de voar até a então União Soviética para despejar sua carga de bombas nucleares em caso de guerra. O B-47, menor e mais antigo, não necessitaria reabastecimento em voo para atingir a Rússia partindo de Ben Guerir.

  Por e-mail e telefone, Reggie Brown contou a história do incidente do qual teve conhecimento. Afirma não conhecer Larry Rogers, aventando a possibilidade de este ter servido na base antes ou depois de seu período lá, entre 1961 e 1962. Brown conta que fazia guarda no depósito das bombas nucleares quando acompanhou pelo rádio uma comoção. De acordo com ele, outros policiais da base avistaram uma esfera luminosa, de tamanho aparente semelhante a uma bola de basquete, próxima à pista de decolagem da base, com 3 milhas ou 4,8 km de extensão.


Problemas nos motores dos veículos Militares

  Brown comenta que ouviu o pessoal dizendo que o caminhão que ocupavam, ao se aproximar do UFO, passou a apresentar falhas no motor até que este parou de funcionar. As luzes também se apagaram e o mesmo aconteceu com o veículo de uma equipe que veio em socorro da primeira. Os homens empurraram o primeiro caminhão para longe da esfera, a uma distância de cerca de 30 m. O UFO por fim desapareceu e, no dia seguinte todos, incluindo Brown, foram levados a uma sala onde um tenente lhes ordenou que não falassem sobre o incidente com mais ninguém.

  O ex-policial disse a Robert Hastings que o UFO esteve o tempo todo pairando ao lado da pista, próximo à metade de seu comprimento. O pesquisador indagou que o tenente seria do Escritório de Investigações Especiais da Força Aérea (OSI), que segundo Hastings frequentemente interrogam o pessoal militar envolvido em casos ufológicos. Brown respondeu que não sabia e acrescentou: "Quem quer que fosse, ele deixou muito claro que não deveríamos falar com ninguém a respeito da esfera luminosa e que teríamos grandes problemas se fizéssemos isso".


Fonte: Revista UFO
Reações:
Comentários
0 Comentários

0 comentários: